Buscar
  • danieldesousafilho

A epidemia da Ansiedade

Atualizado: 18 de Jun de 2019

Sintomas da ansiedade


A Ansiedade, assim como a depressão, acomete milhões de pessoas que apresentam frequentemente sintomas como os abaixo:


1.Dormência ou formigamento

2. Sensação de calor

3. Tremores nas pernas

4. Incapaz de relaxar

5. Medo que aconteça o pior

6. Atordoado ou tonto

7. Palpitação ou aceleração do coração

8. Sem equilíbrio

9. Aterrorizado

10. Nervoso

11. Sensação de sufocação

12. Tremores nas mãos

13. Trêmulo

14. Medo de perder o controle

15. Dificuldade de respirar

16. Medo de morrer

17. Assustado

18. Indigestão ou desconforto no abdômen

19. Sensação de desmaio

20. Rosto afogueado

21. Suor (não devido ao calor)


Além disso, são frequentes as preocupações excessivas, tensão, dores corporais, insônia, aumento ou diminuição do apetite entre outros.


A Ansiedade pode se manifestar de diferentes formas tais como:

- Transtorno de pânico

- Transtorno de ansiedade generalizada

- Fobias, entre outros



Tratamento da ansiedade


Os quadros de Ansiedade, como síndrome do pânico, fobias, ansiedade generalizada, entre outros, são tratados muitas vezes com medicações.


É estranho, mas tratamos os quadros de ansiedade com os medicamentos antidepressivos.


É que eles foram descobertos inicialmente para tratar depressão e depois descobriu-se que tratam também pânico, fobias e outros quadros de Ansiedade.



Ainda falando sobre antidepressivos, muitas pessoas perguntam: "Daniel, existem antidepressivos de 10 mg e você me passou um de 100 mg. Não é muito forte?".


Na verdade, não. Cada antidepressivo tem uma dose terapêutica mínima e uma dose máxima. E essa dose é individual de casa medicação.


A dose de um, na maioria das vezes não corresponde à dose de outro. Isso quer dizer: 20 mg de fluoxetina não é mais ou menos forte que 50 mg de Sertralina.


Abaixo vão algumas medicações com suas respectivas doses diárias para tratamento da Ansiedade. Entretanto, as doses podem ser maiores ou menores, a depender da patologia e de outros fatores, tais como idade, comorbidades clínicas, entre outros fatores que também devem ser considerados.


E, logicamente, sempre a prescrição deve ser feita pelo seu médico! Pegar o remédio emprestado da mãe ou da vizinha ou comprar na farmácia sem receita nunca é indicado!

Vejam as principais medicações e as doses indicadas para Ansiedade :


#Fluoxetina: 10 a 80 mg

#Paroxetina: 10 a 60 mg

#Fluovoxamina: 25 a 200 mg

#Sertralina: 25 a 200 mg

#Citalopram: 10 a 60 mg

#Imipramina: 12,5 a 300 mg

#Amitriptilina: 12,5 a 300 mg

#Clomipramina: 12,5 a 300 mg

#Venlafaxina: 37,5 a 375 mg

#Desvenlafaxina: 50 a 200 mg

#Duloxetina: 30 a 120 mg

#Trazodona: 25 a 300 mg

#Mirtazapina: 7,5 a 45 mg


Os “calmantes” ou benzodiazepinicos também são utilizados eventualmente, porém, com muita cautela e por curto período pois podem causar dependência química.


Alguns deles são o Clonazepam, o Diazepam, o Alprazolam, o Lorazepam, entre outros.


Bem, essas são algumas das medicações que podem tratar a Ansiedade.


Lembrando que o tratamento medicamentoso é só parte do tratamento e deve sempre ser feito com indicação e prescrição médica!


Brasil é o país mais ansioso Segundo a OMS



Nós sofremos uma epidemia de ansiedade Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem o maior número de pessoas ansiosas do mundo: 18,6 milhões de brasileiros (9,3% da população) convivem com o transtorno.


Quem vivencia sintomas importantes de ansiedade precisa necessariamente de acompanhamento psiquiátrico e psicológico. Assim como atividades físicas, técnicas de relaxamento, o mindfulness, entre outras, que também envolvem mudanças no estilo de vida.


Procure seu psiquiatra e tenha mais informações sobre a Ansiedade!

0 visualização

TODOS  OS DIREITOS RESERVADOS A DR. DANIEL FILHO.